O que é o CAIBALION?

O Caibalion (Kybalion) é um livro esotérico e ocultista sobre os Princípios Herméticos, foi publicado pela primeira vez em 1908 em inglês. O livro foi escrito por três indivíduos auto-intitulados Os Três Iniciados, e segundo eles contêm a essência dos ensinamentos de Hermes Trismegistus tal como ensinado nas escolas herméticas do Antigo Egito e da Grécia.
O título Caibalion se refere a uma palavra hebraica que significa “Tradição ou preceito manifestado por um ente de cima” e compartilha a mesma raiz da palavra Qabala. Muitas das ideias apresentadas neste livro anteciparam conceitos relativamente modernos da Lei da Atração e do Movimento do Novo Pensamento.

Logo abaixo, deixo a esclarecedora palestra que menciona de forma simples e direta sobre o livro, sobre Hermes e sobre:

OS SETE PRINCÍPIOS HERMÉTICOS
“Os Princípios da Verdade são Sete; aquele que os conhece perfeitamente, possui a Chave Mágica com a qual todas as Portas do Templo podem ser abertas completamente.” – O CAIBALION
Os Sete Princípios em que se baseia toda a Filosofia hermética são os seguintes:
I. O Princípio de Mentalismo.
II. O Princípio de Correspondência.
III. O Princípio de Vibração.
IV. O Princípio de Polaridade.
V. O Princípio de Ritmo.
VI. O Princípio de Causa e Efeito.
VII . O Princípio de Gênero.
Estes Sete Princípios são explicados e explanados, magistralmente nessa palestra feita pela Nova-Acrópole.
Enjoy!

O cientista da alma e sua ciência.

Cientista da Alma = mago

Um magista(mago) é como um cientista e ao mesmo tempo um astronauta, um cientista da Alma, lançando mão de certas ferramentas para atingir o conhecimento necessário à seu intento. Ele estuda exaustivamente o funcionamento do Universo “visível” e “invisível”, interiorizando todas as leis e regras que os regem.

No entanto, algumas leis podem ser simplificadas e entendidas em seu conceito mais básico. O principal desses conceitos básicos é: “Tudo é Mental!”

 Todo o Universo responde à mente do observador. Assim como os físicos quânticos estão verificando atualmente, os Magos há muito já sabem que a realidade se comporta de acordo com a percepção de quem a vê, e não o contrário, como se costuma imaginar. Na prática é como dizer que, se você acorda pela manhã e tem um banheiro perto para você ir escovar os dentes é porque você “espera” ou “escolhe” que este banheiro esteja lá. Se você “esperava” o banheiro e ele não apareceu, talvez você queira fazer um check-up da sua percepção de realidade. Pode ser que o whisky da noite passada o tenha alterado. 😉

Ser um mago é, antes de tudo, assumir-se capaz de alterar a realidade. É ver-se Continuar lendo O cientista da alma e sua ciência.

O adversário e o vencedor.

Fonte: CEMEC – Centro de Estudo e Meditação Cabalista

Aquele que tem muitos nomes. O senhor da mentira. Enganador. Legião. Estes, entre vários outros nomes, estão associados a uma figura em particular: Satanás, a figura que congrega tudo que é vil na existência da humanidade. Como um ser que existe para gerar maldade, ele cria discórdias, separa pessoas e tentou Jesus Cristo no deserto, lhe oferecendo o mundo. Sendo uma figura de tanta importância, e tendo suas origens na Torah, seria óbvio que a Cabala teria uma forma de enxergar esta tão importante entidade.

A palavra “Satã”, ou “Satanás”, se origina do hebraico “Shaitan”, que significa “adversário”, ou também “opositor”. Na gematria hebraica, que é o estudo das palavras através de valores numéricos atribuídos a suas letras e palavras, a palavra “Shaitan” tem valor 249. Na gematria, quando temos palavras diferentes, porém, com o mesmo valor numérico, estas palavras significam a mesma coisa. A este valor, podemos atribuir também Continuar lendo O adversário e o vencedor.

O olho de Hórus e você!

As semelhanças não são apenas estranhas – são exatas. No entanto, isto é visto apenas como uma coincidência, porque no pensamento moderno supõe-se que os egípcios não teriam esse tipo de conhecimento. É óbvio que estamos errados!

O Olho de Hórus  também foi dividido em seis componentes básicos, cada um representando um sentido diferente: Olfato, tato, paladar, audição, visão e pensamento. O Tálamo é a parte do cérebro humano que traduz todos os sinais dos nossos sentidos.

Observe:

horus

Em um passado distante, nossa Glândula Pineal costumava ser o nosso terceiro olho e, mais do que um olho: um receptor cósmico e transmissor de informações multidimensional. A Glândula Pineal atualmente é uma pequena glândula no centro de nosso cérebro, conectada com todos os nossos sentidos e com o resto do nosso corpo. Através dos outros sentidos ela se comunica com o mundo exterior em impulsos elétricos.

Com seu espectro de hormônios ela regula nosso estado de consciência, ao acordar, dormir, sonhar, vários estágios de meditação incluindo os estados em que podemos ter experiências místicas. A mente e os sentidos são o caminho para energias ocultas que trabalham através dos vários centros psico-físicas ou chacras, entre os quais o mais alto está a Glândula Pineal. Estes centros estão sempre se desenvolvendo conforme vamos evoluindo espiritualmente.

Assim, enquanto o terceiro olho ou Glândula Pineal possui certas atividades fisiológicas em conjunto com a Glândula Pituitária – juntas elas regulam os ritmos do metabolismo e crescimento. É também o órgão físico da intuição, inspiração, visão espiritual e pensamentos divinos. A Glândula Pituitária é a receptora dos pensamentos e a Glândula Pineal, transmissora de pensamentos.

A Glândula Pineal é a verdadeira chave para a consciência mais alta e divina no homem. Ela é onisciente, sua conexão com o mundo espiritual.

Há pequenos fragmentos de cristais (sim, no seu cérebro!) dentro de cada Glândula Pineal e cristais são receptores e canalizadores naturais de energia. Quanto mais luz você armazenar em seu corpo, maior será a sua vibração. Quando maior sua vibração, mais fácil você acaba elevando a energia do seu ambiente e das pessoas ao seu redor.

É hora de despertarmos nossa Glândula Pineal como antigamente: uma antena cósmica.

Em breve, a ciência não vai tentar dizer que Deus não existe ou está morto, mas sim, como chegar no seu endereço. 😉

Quer saber mais sobre o que é a glândula pineal?

Acesse esse outro post aqui!

É preciso ousar, é preciso calar…

Se fordes cego como Sansão, quando sacudirdes as colunas do templo, as ruínas vos esmagarão.

Para mandar na natureza, é preciso ter-se tornado superior à natureza pela resistência às suas atrações.

Se vosso espirito esta perfeitamente livre de todo preconceito, toda superstição e de toda incredulidade, mandarei nos espíritos.

Se não obedecerdes às forças fatais, as forças fatais vos obedecerão.

Se fordes sábios como Salomão, fareis as obras de Salomão.

Se fordes santos como Cristo, fareis as obras do Cristo. Para dirigir as correntes da luz móvel, é preciso estar fixo numa luz imóvel.

Para mandar nos elementos, é preciso ter dominado seus furacões, seus raios, seus abismos e suas tempestades.

É preciso SABER para OUSAR.
É preciso OUSAR para QUERER.
É preciso QUERER para ter o Império.
E para reinar, é preciso CALAR.’

 Eliphas Lévi